Notícias

Prefeitura lança nova edição do boletim Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial

22/03/2024 - 08:30

Em alusão ao Dia Internacional da Luta pela Eliminação da Discriminação Racial, celebrado nesta quinta-feira (21), a Prefeitura de Guarulhos lança um novo boletim digital sobre o tema. Elaborada pela Subsecretaria da Igualdade Racial, a publicação pode ser consultada no link https://bit.ly/BoletimDiscriminaçãoRacial24.

O documento apresenta um balanço sobre as ações promovidas pela subsecretaria em 2023, que visam a promover uma cultura organizacional antirracista com a valorização das identidades e da diversidade racial por meio de projetos e atividades voltadas à população, bem como ações intersetoriais da administração municipal.

Entre esses projetos destacam-se o curso introdutório em saúde em parceria com a Escola SUS para servidores e residentes ingressantes no serviço público de saúde, a participação da subsecretaria no grupo de trabalho em prol da saúde da população negra, a coordenação do comitê municipal de políticas para migrantes, refugiados e apátridas, a campanha Aqui Racismo Não Vira nos abrigos de ônibus, a elaboração do Guia para Coleta do Quesito Raça/Cor, o Prêmio Boas Práticas de Igualdade Racial, além de rodas de conversa e formações.

A publicação traz também discussões e exposições realizadas, além de canais de denúncia e o SOS Racismo – o serviço de acolhimento às vítimas de discriminação racial e religiosa ou intolerância correlata.

 

Importância da data

 

Em 21 de março de 1969 a ONU instituiu o Dia Internacional da Luta pela Eliminação da Discriminação Racial. A data marca o massacre de Sharpeville (África do Sul), ocorrido em 1960, quando 69 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas por forças policiais no protesto de cerca de 20 mil manifestantes contra a Lei do Passe. Essa legislação determinava os lugares pelos quais os negros deveriam transitar.

A data é uma referência porque orienta as pessoas para o enfrentamento do racismo em suas mais diversas facetas. No campo institucional, auxilia no combate às desigualdades raciais e na promoção de serviços adequados em educação, saúde e direitos humanos e o direito à cidade, entre outras áreas.

Já no campo individual o enfrentamento do racismo passa pela desconstrução de estereótipos e preconceitos, pelo reconhecimento de que o racismo gera desigualdades e pelo respeito à dignidade das pessoas negras enquanto sujeitos de direito.

 

Arte: Comunicação/PMG

Portal Direitos Humanos Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades!

Subscrever 3º Fórum Direitos Humanos feed